quinta-feira, 4 de julho de 2013

V Simpósio Nacional de Moda e Tecnologia na UCS - Estivemos Lá!

O V Simpósio Nacional de Moda e Tecnologia se realizou na UCS, em Caxias do Sul, entre os dias 24 e 26 de Junho. Claro que a CoutureLab esteve presente, prestigiando este importante evento para o mercado de moda gaúcho. Neste post, vamos contar para vocês o que vimos de mais interessante ao longo dos três dias de palestras!

Fernando Pimentel, superintendente da ABIT, em São Paulo, dividiu seus conhecimentos a respeito da indústria de moda brasileira. Ele contou que a indústria têxtil é a segunda que mais paga salários no Brasil, sendo o micro e o pequeno empreendedor o que mais ativa o consumo no varejo local. Porém, os grandes varejistas estão sufocando as pequenas empresas: eles compram peças muito baratas diretamente da China, criando concorrência desleal com as peças fabricadas em pequenos ateliers, que são comercializadas nas micro e pequenas empresas. Fernando também falou que o governo precisaria desembolsar em torno de 5 bilhões de reais para importar peças de roupa caso indústrias locais não existissem, o que demonstra a força do mercado consumidor de moda brasileiro.

Evelise Anicet Ruthschilling, da UFRGS, trouxe informações muito interessantes a respeito do consumo sustentável de moda. Ela contou que existe um forte movimento a favor da fabricação de roupas mais duráveis, e que tragam mais de uma utilidade - roupas que não são apenas para vestir! Também falou sobre fibras recicláveis, como a fibra feita com garrafas PET, que já está sendo produzida em grande escala.

Aguinaldo dos Santos, da Universidade Federal do Paraná, fez um link entre moda e consumo de água e energia. Ele é um dos desenvolvedores do projeto E-Wise, que busca identificar os hábitos de consumo de água e energia nas habitações de interesse social. Ele incentivou o consumo responsável de água e energia na hora de lavar as peças de roupa, mostrando formas alternativas de limpar as peças, e falou sobre uma etiqueta inteligente, que está em desenvolvimento: ela possui um chip interno, que se comunica com a máquina de lavar roupa, gravando quantas vezes esta peça já foi lavada, e a quantidade de sabão e amaciante que devem ser utilizados.

Francesco Morace veio da Itália para conversar sobre seu livro Consumo Autoral - As gerações como empresas criativas, realizado pelo Future Concept Lab, laboratório de Pesquisa e Consultoria Estratégica. Ele caracterizou cada geração do público que consome moda atualmente, e mostrou o que cada uma delas estará usando no futuro próximo.

O estilista brasileiro Walter Rodrigues falou sobre a identidade de moda nacional e a sustentabilidade, enfatizando a importância da criação de um estilo puramente brasileiro, mas sem se ater ao artesanal.

O evento contou com inúmeros outros palestrantes, todos muito bem selecionados, que trouxeram ideias diversificadas a respeito de assuntos pontuais para o mercado de moda. Gostaríamos de agradecer à coordenadora do curso de Design de Moda da UCS, Adriana Job Ferreira Conte, e parabeniza-la pelo excelente evento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário