quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Belo Horizonte – Moda e Oportunidade

Entre os dias 6 e 9 de outubro a CoutureLab Escola de Moda participou de uma missão desenvolvida pelo SEBRAE Metropolitano através da Srª. Lucimara Pereira. O evento, realizado em Minas Gerais – MG, tinha como objetivo participar do evento Minas Trend, conhecer e fazer contatos com o varejo local e realizar duas visitas técnicas, uma na confecção Primeira Etapa, e a outra, no Senai Moda.

No primeiro dia, logo após o almoço, o grupo rumou ao Minas Trend, evento tradicional de moda desenvolvido anualmente pelo Sistema FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), na capital mineira. O diferencial deste evento é que se destina aos varejistas, e as grandes marcas da indústria da moda de Minas expõem seus produtos para venda, somente atacado.

O hall de entrada recebia uma exposição de estilistas mineiros. A primeira impressão foi ótima, o detalhe dos acabamentos bem feitos completava looks criativos e bem estruturados e eram raras as peças que continham algum defeito, uma amostra daquilo que estava à nossa espera nos pavilhões climatizados da FIEMG.

Verificamos que o Minas Trend era dividido em três grandes blocos: confecção, acessórios e couro. Atemo-nos mais ao vestiário, é claro. O espaço estava, de certa forma, vazio, esperava algo mais cheio, mas foi muito bom, pois tivemos a oportunidade de conversar e explorar mais o mercado mineiro de moda.

Os estandes eram muito bem decorados, sem excesso de peças e com belas modelos desfilando as criações de estilistas e marcas locais. A moda desenvolvida por eles é muito criativa, não mais de quatro vestidos iguais, e a rotatividade de modelos era expressiva, um ponto forte já que se tratava de confecção em série.

A utilização de bordados, rendas e transparências é um ponto a ser destacado. O avesso dos bordados era de dar inveja, uma mistura de tramas de linhas que desenvolviam praticamente um outro bordado. A utilização de muitas pérolas e gemas maiores de cristal era notada e compunha os mais variados desenhos e temas em peças finamente acabadas. A preocupação com o acabamento era impecável: todas as peças que vimos tinham forros com tecidos de primeira qualidade, os detalhes das bainhas de lenço, muito finas, em barras ou em transparências, bojos forrados e zíperes invisíveis que quase não davam para notar, aplicações de renda com pontos extremamente delicados e pequenos.

Dos grandes estilistas vindos de outros estados destacamos Lino Vila Ventura, que apresentou peças incríveis não só pela criatividade, mas pela qualidade. Nas suas roupas vimos muito a utilização de nervuras com costuras finas e rentes ao tecido, uma forma de inovar na utilização desta técnica para o desenvolvimento de vestidos e saias. Outro ponto forte e marcante na composição das criações de Lino é a utilização de rendas de Bilro, Filé e Renascença, verdadeiras obras de arte a serviço da moda.

O Minas Trend é um evento de comércio. Os convidados, em geral, são compradores. Minas Gerais fornece vestidos de festa para São Paulo, Rio de Janeiro e Nordeste. Apesar de não conhecermos pessoalmente, ficamos sabendo que em Uberlândia há inúmeras bordadeiras, uma iniciativa que começou com Patricia Bonaldi, que desenvolvia bordadeiras em sua fábrica. Atualmente, segundo informações, há uma ONG que presta este serviço gratuitamente. Pretendemos conhecer este projeto.

Em relação à produção das peças, percebemos que é toda terceirizada, tanto a confecção quanto os bordados. Apesar de ouvirmos reclamações de que é difícil achar uma facção que execute a peça de roupa com qualidade, nenhuma das pessoas que conversamos pretende contratar mão de obra própria. Um vestido simples é confeccionado de R$ 80,00 a R$ 120,00; vestidos mais elaborados com aplicações de rendas cerca de R$ 250,00; bordados saem mais caro, dependem do desenho e tempo, mas giram em torno de R$ 300,00, por vestido. O custo estimado de um vestido simples gira de R$ 500,00 a R$ 2.000,00, o preço de venda do atacado de R$ 800,00 a R$ 3.000,00. No varejo, estes vestidos podem chegar ao valor de R$ 1.200,00 a R$ 8.000,00.

O interessante deste modelo de negócio é que a empresa se concentra na criação e na venda, a produção terceirizada reduz custo fixo e preocupações com a produção, visto que tudo é feito por contrato e possui um rígido controle de qualidade.

No segundo dia visitamos o centro de Belo Horizonte, mais precisamente o bairro Barro Preto. Para quem deseja encontrar tecidos diferentes e rendas das mais variadas cores e estilos é um ponto que não se deve deixar de visitar. Uma dica: não compre nada na primeira loja. Existem inúmeras lojas de tecidos localizadas nas ruas Goitacazes e Ouro Preto e arredores. Todos os locais que fizemos contatos atendem via Whatsapp, te enviam a foto do tecido, tu depositas o dinheiro e eles te enviam via correio. Em relação às rendas, há valores que variam de R$ 100,00 a R$ 500,00 o metro. Com relação aos tecidos, os valores não são tão baixos, estão no patamar de Porto Alegre, porém, em relação à variedade e qualidade, não tem o que comentar. Pesquisando bem encontramos gazar duplo, muito indicado para a confecção de vestidos de noiva, com um excelente caimento e preço bem atraente.

Na parte de aviamentos o mercado é bem atendido. Encontramos uma loja onde tem de tudo para quem trabalha com lingerie ou moda praia, além de produtos, conta, ainda, com uma edição de revista, desenvolvida por eles, com tendências e modelagens das peças, uma ótima forma de ganhar dinheiro com um pouco de esforço.

Por fim, visitamos o Senai de Minas, no bairro Orto, especializado no atendimento e fomento da indústria de moda. Lá, formam cerca de 2000 pessoas, anualmente, nas mais diversas áreas da moda. O campus oferece ainda uma impressora para tecidos de fibras naturais, corte e marcação a laser em couro e tecido. Contam com pessoal especializado para atender o público que deseja modelar utilizando a modelagem eletrônica. No local encontramos, também, uma plotter que já imprime a modelagem com o encaixe das peças.

O local conta, ainda, com uma série de consultores que auxilia o criador a desenvolver coleções e estampas em tecidos. O atendimento é individualizado para que não ocorram problemas com cópias ou outro mal-estar qualquer. Um laboratório para teste e análise de tecidos está quase pronto e disponibilizará ensaios e testagens de tecidos quanto a especificações técnicas do fabricante, essencial para empresas que precisam destes documentos para participar de licitações. O laboratório terá certificação do INMETRO, o que possibilita que seus laudos tenham a credibilidade e a garantia necessárias.

Para os novos estilistas indicamos, antes do lançamento de uma coleção, que visitem não só o Minas Trend, mas as lojas mineiras de tecidos e aviamentos, confiram nas ruas adjacentes o que o varejo está desenvolvendo, e estabeleçam contato com o Senai de Minas Gerais - ele pode ter ótimas soluções para a sua marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário